Uma enzima que deixa de funcionar é chave para a doença de Alzheimer
24 maio 2001
  |  Partilhar:

A diminuição na actividade de uma enzima do cérebro pode ser a chave para um melhor tratamento da doença de Alzheimer, por permitir a formação de placas que anulam as células nervosas, afirmam cientistas japoneses.
 

 

Investigadores do Laboratório de Ciências Proteolíticas do Japão já identificaram a enzima “neprilisina” como a principal responsável pelo controlo da formação da placas amiloides.
 

 

A doença de Alzheimer, que é a primeira causa de demência conhecida, está relacionada com a formação de estruturas no cérebro, em forma de placas e de enredos entre as células nervosas.
 

 

Segundo os autores do estudo, a regulação dos níveis de enzima responsáveis pela formação das placas pode ajudar a encontrar melhores tratamentos contra esta doença.
 

 

Esta doença afecta uma em cada 10 pessoas com 65 anos de idade e quase metade dos que têm 85.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.