Um suicídio no mundo a cada 40 segundos

Dados da Organização Mundial da Saúde

08 setembro 2014
  |  Partilhar:

Uma pessoa suicida-se a cada 40 segundos em todo o mundo, sendo esta a segunda causa de morte mais frequente entre os jovens dos 15 aos 29 anos, dá conta um relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
 

De acordo com a notícia avançada pela agência Lusa, a OMS refere que o suicídio é uma tragédia que pode ser prevenida e evitada, no entanto acaba por ser uma realidade negligenciada devido ao estigma que lhe está associado.
 

Segundo o documento, mais de 800 mil pessoas cometem suicídio anualmente e as tentativas serão cerca de 20 vezes superiores àquele número, de acordo com estatísticas recolhidas até 2012.
 

O relatório, que inclui mais de 10 anos de dados sobre suicídio nos vários países do mundo, alerta que este é um problema de saúde pública “que é preciso atacar imperativamente, sem demora”. Contudo, a organização refere que o suicídio surge “muito raramente nas prioridades em matéria de saúde pública”, devido sobretudo ao “tabu e à estigmatização”.
 

Em praticamente todas as regiões do mundo, as taxas de suicídio mais elevadas registam-se em pessoas com mais de 70 anos. Contudo, é também a segunda causa de morte nos jovens entre os 15 e os 29 anos.
 

Entre as formas mais comuns de suicídio estão o envenenamento com pesticidas, o enforcamento ou o salto de edifícios. Foi neste âmbito que o psiquiatra Ricardo Gusmão defendeu a colocação de guardas de proteção nas pontes em Portugal, como forma de evitar suicídios.
 

O especialista propõe que o Instituto de Medicina Legal indique quais os locais onde ocorrem mais mortes não casuais por suicídio, ou mesmo acidentais, para que depois sejam colocadas as guardas de proteção.
 

A OMS lembra que a projeção de edifícios é uma das formas mais usadas para o suicídio, frisando que “a restrição de acesso aos meios de suicídio é efetiva na sua prevenção”.
 

Os fatores de risco para o suicídio variam, mas as doenças mentais, como a depressão e a dependência do álcool, estão presentes na esmagadora maioria das pessoas que cometem suicídio, sobretudo nos países desenvolvidos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.