Um quarto dos pacientes com implantes dentários tem perda óssea

Estudo da Universidade de Gotemburgo

28 janeiro 2010
  |  Partilhar:

A perda óssea em torno dos implantes dentários ocorre num quarto dos pacientes, revela um estudo realizado por um investigador da Universidade de Gotemburgo, na Suécia.

 

Segundo a tese desenvolvida pelo cirurgião-dentista da Academia Sahlgrenska Christer Fransson, a taxa é muito maior do que os especialistas pensavam.

 

No estudo, o investigador analisou os exames de raios X de mais de 600 pessoas que receberam implantes dentários e verificou que 28% dos pacientes tinham perdido uma certa quantidade de suporte ósseo à volta dos implantes.

 

Os pacientes que tinham mais implantes eram mais propensos a apresentarem maior perda óssea. A investigação também constatou que os fumadores apresentavam maior perda óssea do que os não-fumadores. A análise dos raios X revelou ainda que a inflamação era comum nos tecidos moles que circundam o implante com perda óssea. "Ao contrário do que tínhamos anteriormente assumido, a perda óssea nestes pacientes não é linear e acelera com o tempo", refere o investigador numa nota de imprensa enviada pela universidade.

 

"Esta é uma nova descoberta, que mostra o quão importante é detectar e tratar a perda óssea à volta dos implantes numa fase inicial".

 

Por isso, refere o especialista, “é importante examinar o tecido que circunda os implantes, da mesma forma que examinamos os tecidos à volta dos dentes. Deste modo, podemos notar os primeiros sinais de inflamação e tratá-los antes de acontecerem consequências graves".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.