Um novo tratamento para a leucemia

Uma nova arma na luta contra o cancro

17 janeiro 2001
  |  Partilhar:

No Reino Unido planeiam-se os primeiros testes em humanos para avaliar a eficácia do uso das células “killer” do sistema imunitário com o objectivo de destruir as células responsáveis pela leucemia.
 

 

Após a descoberta que um gene, o “Wilm´s tumour gene (WT-1)”, estava presente em excesso nas células malignas da leucemia, o Dr Hans Strauss do “Imperial College School of Medicine”, desenvolveu linfócitos T “killers” capazes de reconhecer a proteína codificada pelo geneWT-1. Espera-se que estes linfócitos sejam capazes de atacar e destruir essas células cancerosas.
 

 

“Os testes em laboratório até ao momento demonstraram que estes os linfócitos T são capazes de destruir especificamente as células anormais ignorando as normais” afirmou um investigador
 

 

“Este princípio poderá ser aplicado nos diversos tipos de leucemias, e poderá representar um enorme passo no tratamento desta doença”, afirmou o Dr. Strauss
 

 

Esta descoberta poderá no futuro próximo também ser aplicada em outras formas de cancro (com cancro da mama ou do pulmão) onde também há uma aumento na expressão do WT-1. As possibilidades para novos tratamentos são enormes.
 

 

David Ferreira
 

MNI - Médicos Na Internet
 

Fonte: Blood 2000;95:2198-2203.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.