Um copo de vinho pode afectar cérebro

Consumo de álcool protege coração mas prejudica cérebro

05 julho 2001
  |  Partilhar:

O hábito de tomar um copo de vinho diariamente com a desculpa de que protege o coração tem os dias contados. Segundo o resultado de um estudo japonês, o consumo de bebidas alcoólicas contribuiu para reduzir o lobo frontal -- centro das emoções, raciocínio e outros comportamentos especializados -- principalmente com a idade.
 

 

 

Para avaliar se o álcool teria efeito sobre o cérebro de pessoas não-alcoólicas, os investigadores usaram uma técnica de exame, denominada imagem de ressonância magnética (MRI), para medir o volume do lobo frontal em mais de mil pessoas com idades compreendidas entre 30 e 60 anos.
 

 

 

Da observação, os cientistas descobriram que as pessoas mais velhas estavam três vezes mais propensas a apresentar uma diminuição do lobo frontal, em comparação com indivíduos na faixa etária dos 30 anos, informou a equipa de Motoo Kubota, da Universidade Chiba, no Japão, num estudo publicado na edição de Julho do Journal of Neurology, Neurosurgery &Psychiatry.
 

 

 

Mas nem tudo é mau. Segundo os investigadores, o dano cerebral provocado pelo álcool é parcialmente reversível. Isto é, se as pessoas pararem de beber podem recuperar o volume do lobo frontal e aumentar o fluxo sanguíneo cerebral.
 

 

 

O estudo verificou que, pessoas que bebiam muito estavam duas vezes mais propensas à redução cerebral, em comparação com as que não ingeriam álcool. O consumo moderado pareceu não ter, no entanto, nenhum efeito sobre o cérebro.
 

 

 

Os investigadores estimam que o envelhecimento contribui com cerca de 30 por cento da diminuição cerebral, enquanto o consumo intenso de álcool, com cerca de 10 por cento.
 

 

Adaptado por: Paula Pedro Martins
 

 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Reuters
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.