UE pretende reforçar controlo sanitário nas fronteiras devido à febre aftosa
09 abril 2001
  |  Partilhar:

O comissário europeu da Saúde e Defesa dos Consumidores, David Byrne, anunciou hoje a intenção de harmonizar e reforçar os controlos sanitários em todas as fronteiras exteriores da União Europeia como medida de protecção contra a febre aftosa.
 

 

Byrne pretende que sejam efectuados em toda a União "os mesmos controlos sanitários e veterinários", o que pode significar, por exemplo, "o final das isenções para as importações destinadas aos militares" e para "os transbordos através de portos francos".
 

 

Apesar da estratégia adoptada pela UE para erradicar a febre aftosa começar a apresentar resultados, existem razões, segundo o comissário, para rever já algumas áreas de actuação.
 

 

Uma delas tem a ver com as disposições comunitárias sobre o transporte de animais e outra com os controlos veterinários e sanitários nos pontos de importação.
 

 

O comissário defendeu "uma situação em que exista o mesmo nível de controlo em todos os postos" e, se para tal forem necessários mais recursos dos Estados membros e da Comissão, "será um pequeno preço comparado com novas crises como a actual".
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.