UE : Cientistas Nobel denunciam escassez de fundos para a investigação
22 junho 2002
  |  Partilhar:

Investigadores europeus galardoados com o Nobel advertiram que a União Europeia (UE) corre o risco de perder o seu lugar na cena científica e tecnológica internacional devido à falta de recursos para investigação e desenvolvimento.
 

 

Segundo um comunicado da Comissão Europeia, o executivo comunitário partilha esta preocupação e está ciente da necessidade de incrementar esforços no sentido de canalizar três por cento do Produto Interno Bruto (PIB) para a investigação.
 

 

Os seis investigadores distinguidos com o Nobel expressaram as suas preocupações em carta aberta dirigida ao Conselho Europeu, reunido hoje e amanhã em Sevilha.
 

 

Os cientistas propuseram a criação de um Conselho Científico Europeu, ideia aprovada pelo comissário da Investigação, Philippe Busquin.
 

 

A UE "está longe de investir o suficiente em investigação científica", refere o comunicado da Comissão, notando que a diferença entre os Quinze e os Estados Unidos nesta matéria não para de acentuar-se, representando actualmente 125 milhões de euros anuais.
 

 

Os números demonstram que 80 por cento da diferença UE-EUA em matéria de fundos destinados à investigação tem a ver com a debilidade do investimento privado.
 

 

Para travar esta "tendência preocupante", o Conselho Europeu de Lisboa, em Março de 2000, lançou o projecto de criação de um Espaço Europeu de Investigação, visando reforçar a coordenação entre as políticas comunitárias nesta matéria, recorda o comunicado da Comissão.
 

 

O Conselho Europeu de Barcelona, em Março passado, decidiu aumentar os esforços comunitários a favor da investigação, fixando o objectivo de conseguir que três por cento do PIB sejam canalizados para esta área em 2010, em grande medida através do aumento do investimento privado.
 

 

O VI Programa Quadro de Investigação, adoptado em 03 de Junho, foi arquitectado para ajudar ao estabelecimento do Espaço Europeu de Investigação, através da mobilidade dos investigadores jovens e do apoio às suas actividades.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.