Turistas devem ser sensibilizados para os perigos do calor intenso

Recomendação da Direcção-geral da Saúde

20 maio 2011
  |  Partilhar:

A Direcção-geral da Saúde (DGS) alerta para a necessidade de sensibilizar os turistas que visitam Portugal para os "perigos decorrentes dos períodos de calor intenso" e para os cuidados que devem adoptar para se protegerem.

 

A recomendação está presente no Plano de Contingência para Temperaturas Extremas Adversas, divulgado esta semana pela DGS e que permanece activo até 30 de Setembro, que lembra que "Portugal se encontra entre os países da Europa mais contemplados pelo sol o que, em conjunto com a sua extensa orla costeira, o torna num importante destino turístico".

 

Assim, a DGS refere numa nota enviada à imprensa – e citada pela agência Lusa - que, "sendo frequente a ocorrência de temperaturas elevadas e de níveis de radiação ultravioleta muito altos é necessário que os turistas sejam sensibilizados para os perigos decorrentes dos períodos de calor intenso e dos cuidados que devem adoptar para se protegerem no sentido de usufruírem plenamente do clima e das atracções que o país oferece”.

 

Em declarações à Lusa, o subdirector-geral da Saúde, José Robalo, adiantou que a DGS já tinha informação para os turistas, mas este ano pediu a colaboração do Turismo de Portugal para distribuir informação nos seus postos. “Temos o documento traduzido em inglês mas estamos a tentar traduzi-lo em outras línguas”, adiantou José Robalo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.

</