Tumor do pulmão mata mais homens, enquanto nas mulheres é o do intestino

Dados da Liga Portuguesa Contra o Cancro

07 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

O cancro do pulmão é a principal causa de morte por cancro nos homens portugueses, enquanto nas mulheres é o tumor do intestino. Em termos de aparecimento de novos casos, lideram os tumores da próstata e da mama.

 

Houve uma “inversão” entre a incidência (novos casos por ano) e a mortalidade. Nas mulheres o cancro da mama é o mais frequente, mas o que mais mata é o do intestino, disse à agência Lusa o presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), Carlos Oliveira.

 

O mesmo se passa relativamente aos homens: o cancro do pulmão é o que mais mata, seguindo-se o do intestino e da próstata, mas em termos de incidência, o da próstata ocupa a primeira posição, surgindo depois o do intestino, do pulmão e do estômago.
Até há alguns anos o cancro da mama era o que mais matava, mas situa-se agora no segundo lugar, “provavelmente na sequência de programas de rastreio e de uma detecção mais precoce”, justificou o presidente da LPCC.

 

Segundo informações do especialista, citadas pela Lusa, há alguns tumores impossíveis de prevenir, como os linfomas ou as leucemias, mas há outros, como o cancro do pulmão, que é possível evitar através da prevenção primária (como por exemplo deixar de fumar). Depois existe a prevenção secundária assente nos rastreios: mamografia (cancro da mama), citologia (útero) e pesquisa de sangue oculto nas fezes, complementado ou não com uma colonoscopia, para o cancro cólon-retal.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.