Tuberculose: vitamina D ajuda numa recuperação mais rápida

Estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”

06 setembro 2012
  |  Partilhar:

A tuberculose pode ser tratada mais rapidamente se, conjuntamente com antibióticos, forem administradas elevadas doses de vitamina D, sugere um estudo publicado naos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.
 

Durante décadas, antes da utilização generalizada dos antibióticos, a luz do sol era utilizada para tratar a tuberculose, sendo os pacientes enviados para clínicas na Suíça para absorver os raios de sol. Agora os investigadores da University of London, no Reino Unido, demonstraram, pela primeira vez, como a helioterapia pode na verdade fazer toda a diferença.
 

Neste estudo os investigadores, liderados por Adrian Martineau, constataram que elevadas doses de vitamina D podem atenuar a resposta inflamatória à infeção, permitindo uma recuperação mais rápida e com menos danos pulmonares. Os investigadores explicam que uma vez que a vitamina D consegue atenuar a resposta inflamatória sem comprometer a ação dos antibióticos, este tipo de tratamento pode também apresentar alguns benefícios para os pacientes que estão a ser submetidos a terapias antimicrobianas contra a pneumonia, sépsis e outras infeções pulmonares.
 

Para o estudo os investigadores contaram com a participação de 95 pacientes com tuberculose que estavam a ser submetidos a tratamento com antibióticos. Durante as oito primeiras semanas de tratamento, foram administradas elevadas doses de vitamina D a 44 dos pacientes e placebo aos outros 51. Posteriormente foram retiradas amostras de sangue aos pacientes para avaliação dos níveis dos marcadores inflamatórios, bem como para a determinação dos efeitos da vitamina D na resposta imune.
 

Os investigadores verificaram que nos pacientes aos quais foi administrada vitamina D, os níveis de muitos dos marcadores inflamatórios sofreram uma redução maior e mais rápida. Foi também observado que a bactéria causadora da tuberculose, a Mycobacterium tuberculosis, foi eliminada mais rapidamente da expetoração dos pacientes que tinham feito tratamento com vitamina D.
 

Os investigadores concluem que talvez seja demasiado cedo parase começar a administrar elevadas doses de vitamina Da todos os pacientes com tuberculose que estão a ser submetidos ao tratamento habitual com antibióticos. Para Adrian Martineau são ainda necessários mais estudos e em maior escala antes que esta recomendação clínica possa ser feita.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A. 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.