Tuberculose: Portugal tem o triplo de casos da média da Europa Ocidental

Doença aumenta nas grandes cidades

23 março 2006
  |  Partilhar:

 

 

A prevalência da tuberculose em Portugal é de 34 casos por 100 mil habitantes, o que corresponde ao triplo da média da Europa Ocidental, indicaram especialistas reunidos no 13º Congresso de Pneumologia do Norte.
 

 

Agostinho Marques, presidente do Congresso, disse à Lusa que a Galiza registava há 10 anos níveis de tuberculose superiores aos de Portugal, mas que a situação já se inverteu, fruto da implementação de um plano consistente de combate à doença. "Falta-nos um plano desses", disse Agostinho Marques, saudando o facto de ter sido atribuída a uma equipa, liderada pelo professor Henrique de Barros a elaboração, até Junho, do Plano Nacional de Luta Contra a Tuberculose.
 

 

As cidades do Porto, Lisboa e Setúbal são as que, proporcionalmente ao número de habitantes, registam maior número de casos de tuberculose, doença muito associada à toxicodependência e a zonas pobres e degradadas. A maior incidência de tuberculose em Portugal regista-se na zona oriental do Porto, com cerca de 100 casos por 100 mil habitantes, o que Agostinho Marques considerou "números do Terceiro Mundo".
 

 

Entre os profissionais de saúde, a doença também tem vindo a aumentar. Segundo dados publicados no jornal Diário de Notícias, a partir de 2002, verificou-se um acréscimo de casos da doença entre médicos, enfermeiros e administrativos. Em 2000, havia apenas 19 profissionais declarados, mas, quatro anos depois, o número de novos casos subiu para 57, na região Norte.
 

 

Fontes: Lusa e Diário de Notícias
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.