Tuberculose: Portugal com a mais baixa incidência de sempre

Dados da Direção-Geral da Saúde

30 março 2016
  |  Partilhar:
No ano passado, Portugal atingiu o número mais baixo de sempre de casos de tuberculose, mas continua a ser o país da Europa ocidental com a mais elevada incidência.
 
De acordo com os dados divulgados pela Direção-geral da Saúde, em 2015, atingiu-se uma incidência de 20 casos por 100 mil habitantes, estando o país pela primeira vez neste patamar.
 
“Estamos a convergir com os outros países da Europa, não tanto como gostaríamos, mas estamos a convergir”, referiu a coordenadora do Programa Nacional de Combate à Tuberculose, Raquel Duarte.
 
Segundo a notícia avançada pela agência Lusa, pode haver várias explicações para Portugal ser o país da Europa que tradicionalmente tem mais novos casos de tuberculose, apesar de nenhuma delas estar cientificamente comprovada, e uma dessas razões pode ser o peso da população portuguesa retornada de África.
 
“Há muitos anos ainda estávamos a aumentar a incidência de tuberculose, quando todos os outros países já estavam a diminuir. Nós partimos de uma incidência muito acima do resto dos países da Europa ocidental”, referiu a especialista.
 
Para a coordenadora do Programa Nacional, as prioridades agora passam por diminuir o tempo que demora entre os sintomas e o diagnóstico da tuberculose, reduzindo o tempo em que o doente está infecioso e transmite a doença na comunidade.
 
É ainda prioritário aumentar a adesão terapêutica, fazendo com que os tratamentos sejam feitos até ao fim, o que pode ser mais dificultado na população vulnerável, como os sem-abrigo ou consumidores de droga, que são também grupos de risco, a par ainda dos reclusos e dos infetados com VIH/sida.
 
Raquel Duarte refere que o tempo médio, até a obtenção de um diagnóstico de tuberculose, está acima dos cem dias, muito pela demora na procura de cuidados de saúde e também pela falta de sensibilização dos próprios profissionais.
 
“É preciso que a tuberculose continue a ser um diagnóstico possível”, afirmou, sublinhando a necessidade de estabilizar os profissionais com formação e experiência em tuberculose.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.