Trinta e seis por cento dos adolescentes infetados com Helicobacter pylori

Estudo do Instituto Politécnico de Viseu

19 dezembro 2013
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto Politécnico de Viseu constataram que cerca de 36% dos adolescentes portugueses estão infetados por Helicobacter pylori, a bactéria responsável pela gastrite e úlcera duodenal.
 

Com o objetivo de quantificar a prevalência desta infeção em adolescentes, os investigadores, liderados por Carlos Pereira, realizaram testes em 477 adolescentes dos concelhos de Viseu e Sátão, os quais tinham idades compreendidas entre os 12 e os 18 anos.
 

"Como era expectável, a infeção por Helicobacter pylori está associada à idade, ou seja, quanto mais perto o adolescente estiver dos 18 anos, mais probabilidades existem de estar infetado", revelou o investigador à agência Lusa.
 

De acordo com o Carlos Pereira, os adolescentes das zonas rurais têm mais 50% de probabilidades de ter este tipo de infeção.
 

"O mesmo se aplica aos adolescentes que consomem regularmente bebidas alcoólicas, ou seja, há mais 34% de probabilidades de estarem infetados", acrescentou.
 

Carlos Pereira não se mostrou surpreendido com os resultados do projeto, já que diversos estudos têm demonstrado que mais de metade da população mundial está infetada por Helicobacter pylori.
 

"A prevalência desta bactéria é superior nos países subdesenvolvidos, sendo a principal causa da gastrite e úlcera duodenal. É também uma das principais causas para o cancro de estômago", acrescentou.
 

O investigador revelou ainda que a Helicobacter pylori "é uma bactéria relativamente jovem, que foi descoberta há cerca de 30 anos por Marshall & Warren", "não existindo consenso sobre a sua forma de transmissão".
 

Apesar de mais de metade da população mundial estar infetada por esta bactéria, "entre 80 a 90% dos infetados nunca chega a ter sintomas associados à bactéria".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.