Três médicos de Portalegre no banco dos réus

Especialistas acusados de homicídio por negligência

12 outubro 2003
  |  Partilhar:

O Ministério Público acusou três médicos do hospital Dr. José Maria Grande, em Portalegre, de homicídio por negligência no atendimento de um homem de 74 anos, que faleceu em finais de Maio de 1998.Segundo a acusação do Ministério Público, a que a agência Lusa teve acesso, os médicos José Ricardo, António Missau e Isabel Bernardino, que prestavam serviço na urgência do hospital, «não tomaram as precauções que se lhes impunham, (...) necessárias para evitar o resultado da morte» de Manuel Margalho Miranda.O julgamento dos médicos começa esta segunda-feira. O Ministério Público sustenta que a doença apresentada pelo paciente «era passível de tratamento médico adequado» e que a morte «não teria ocorrido caso os arguidos tivessem adoptado» os meios e conhecimentos «para os quais estavam preparados».A Lusa tentou, sem êxito, contactar os arguidos e o hospital de Portalegre.Para o Ministério Público, a morte de Manuel Miranda, cuja autópsia revelou dever-se a «enfarte agudo do miocárdio [ataque de coração], em consequência de doença arterosclerótica grave [endurecimento das artérias], só ocorreu porque cada um dos arguidos não procedeu com o cuidado que as circunstâncias os obrigavam e de que eram capazes».Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.