Traumatismos cranianos repetidos propiciam doença neurológica crónica

Estudo publicado no “Journal of Neuropathology and Experimental Neurology”

25 agosto 2010
  |  Partilhar:

Os traumatismos cranianos repetitivos comuns na prática de alguns desportos parecem desencadear problemas neurológicos motores específicos, aponta um estudo realizado pela Boston University, nos EUA, e publicado no “Journal of Neuropathology and Experimental Neurology”.

 

Trata-se da primeira prova científica que relaciona as lesões repetidas na cabeça e a doença do neurónio motor, das quais fazem parte, entre outras, a esclerose lateral amiotrófica (ELA).


A equipa, liderada por Ann McKee, descobriu uma nova doença ao examinar o cérebro e a espinal medula de 12 atletas falecidos que tinham doado o corpo para investigação científica. Todos apresentavam indícios de encefalopatia traumática crónica (ETC), doença degenerativa progressiva do cérebro, semelhante à ELA, caracterizada por depósitos de uma forma anormal da proteína tau.

 

Contudo, a equipa de investigadores verificou que três atletas diagnosticados com a doença do neurónio motor tinham depósitos de proteína tau não só no cérebro, mas também na espinal medula. Do mesmo modo, e embora tivesse sido verificado que 10 das 12 vítimas com ETC tinham presente no cérebro uma segunda proteína anormal, a TDP-43,  apenas três destas 10 vítimas tinham a TDP-43 presente no cérebro e na espinal medula.


As novas descobertas sugerem que a doença do neurónio motor, diagnosticada nos três desportistas, embora semelhante à ELA, é uma doença distinta nunca antes descrita na literatura médica. A equipa de McKee denominou-a de “encefalomielopatia traumática crónica”, apontando como causa da mesma o traumatismo craniano repetitivo provocado pela prática de desportos violentos.


Ao longo dos últimos dois anos, o centro de estudos de encefalopatia traumática da Universidade de Boston tem contribuído para mudanças culturais no desporto de combate, nomeadamente junto da Liga Nacional de Futebol americano, de modo a que sejam prevenidas estas doenças que são de progressão lenta e agonizante.


ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 3
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.