Tratar a hipertensão prolonga a vida a longo prazo

Estudo publicado no “Journal of the American Medical Association”

23 dezembro 2011
  |  Partilhar:

Tratar a hipertensão prolonga a vida a longo prazo, revela um ensaio clínico realizado nos EUA e publicado no “Journal of the American Medical Association”.

 

O teste, realizado durante cerca de quatro anos, entre Março de 1985 e Janeiro de 1988, abrangeu 4.736 participantes hipertensos, com pelo menos 60 anos. Os doentes foram seguidos durante 22 anos.

 

Metade do grupo foi tratada com clonidina, fármaco anti-hipertensor, e a restante, com um placebo. No final do ensaio clínico, os médicos recomendaram a todos os participantes a toma de um fármaco para a hipertensão.

 

No fim do período seguido, 60,2% dos participantes, ou seja 2.851 pessoas, tinham morrido. Contudo, os que tinham sido tratados durante os quatro anos e meio do ensaio clínico viveram, em geral, mais tempo.

 

De acordo com os investigadores, o ganho de esperança de vida foi de 158 dias para os que morreram de doença cardiovascular e de 105 dias para os participantes que sucumbiram a todas as causas de morte.

 

Assim, segundo o ensaio clínico, citado pela agência Lusa, o ganho de esperança de vida para os que morreram de doença cardiovascular foi cerca de um dia por mês com tratamento contra a hipertensão.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.