Tratamentos mais baratos para a artrite reumatóide

Cientistas indianos procuram medicamentos acessíveis para tratamento

06 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Cientistas indianos reuniram-se em Nova Deli com o intuito de acertarem estratégias para a elaboração de novas formas de tratamento mais baratas para a artrite reumatóide, uma doença que atinge mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo.
 

 

Num simpósio realizado na capital indiana, os investigadores discutiram a possibilidade de produzir, de forma mais económica, um novo medicamento. Trata-se de um fármaco capaz de bloquear uma proteína do sistema imunitário chamada factor de necrose tumoral (TNF, sigla em inglês), que causa grande parte da dor e da inflamação em doentes com artrite reumatóide.
 

 

Actualmente, existem no mercado medicamentos anti- TNF, produzidos por duas empresas norte-americanas - a Johnson and Johnson e a American Home Products. Estes produtos tem o inconveniente de serem caros (cerca 10.000 dólares aproximadamente a mesma quantia em euros por ano) o que o torna inacessível a muitos doentes.
 

 

Um dos cientistas presentes no simpósio, Ravinder Maini, director do serviço de reumatologia no Imperial College of Science, em Londres, pretende que alguma companhia farmacêutica desenvolva um fármaco mais barato, que permita generalizar mundialmente este tratamento para a artrite reumatóide.
 

 

Aliás, a pesquisa de Maini na área do TNF valeu-lhe, juntamente com Marc Feldmann, o Prémio Crafoord da Real Academia Sueca das Ciências. Segundo Maini, a Índia tem capacidade para produzir este medicamento a baixo custo.
 

 

Para Rainer Fischer, um cientista alemão também presente no simpósio, o medicamento pode tornar-se mais barato se a sua base for transferida das proteínas animais, encontradas em ratos, para as de plantas. O investigador advertiu, no entanto, que a pesquisa em plantas está ainda num estádio inicial e levará entre três a cinco anos a ser concluída.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.