Tratamentos clássicos nas termas diminuíram 10 por cento em 2011

Dados fornecidos pelo Turismo de Portugal

29 agosto 2012
  |  Partilhar:

As termas de Portugal registaram uma descida de 10 por cento nos tratamentos clássicos no ano passado, enquanto houve um crescimento na procura da área de bem-estar e lazer. Segundo informação adiantada pelo Turismo de Portugal, o termalismo clássico teve uma afluência de 57 mil clientes em 2011, o que corresponde a um decréscimo de seis mil pessoas ou menos 10 por cento em relação a 2010.

 

O termalismo de bem-estar e lazer registou, entretanto, um aumento de 36 por cento, o que corresponde a mais 11 mil clientes do que no ano anterior, tendo o total ascendido a 41 mil utentes.

 

A descida nos tratamentos termais clássicos coincidiu com a cessação das comparticipações estatais, ou seja, dos reembolsos diretos para tratamentos termais, há um ano atrás.

 

O termalismo clássico envolve serviços terapêuticos que são indicados especificamente para o cliente, aproveitando as características terapêuticas da água mineral. Enquanto terapêutica, os tratamentos termais são obrigatoriamente prescritos mediante consulta médica. Os utentes com problemas respiratórios e reumáticos são os que mais recorrem a estas técnicas. 

 

Apesar da descida no número de utentes no termalismo clássico, esta modalidade continua a representar mais de metade (58 por cento) de toda a atividade das termas em Portugal.

 

Segundo um documento do Turismo de Portugal divulgado em julho deste ano, existiam 37 unidades termais em Portugal. No ano passado cada um destes estabelecimentos obteve uma média de 237 euros por inscrição e tratamento, o que corresponde a um decréscimo homólogo de mais de 16 euros.

 

O mesmo documento refere que a região Centro permanece como a que concentra maior número de clientes das termas, com as termas de São Pedro do Sul a manterem a liderança da classificação dos estabelecimentos termais. Ainda assim, este estabelecimento registou uma diminuição de 15 por cento nos clientes em 2011, em relação a 2010.

 

Relativamente à análise da oferta e da procura, o mercado espanhol representou metade dos estrangeiros que recorreram ao termalismo clássico em Portugal, com 349 inscrições. No entanto este mercado registou em 2011 menos 837 inscrições do que em 2010, o que equivale a uma descida de 71 por cento. A França ocupa o segundo lugar nesta lista, com 185 inscrições.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.