Tratamento precoce da visão e audição beneficia doentes com esquizofrenia

Estudo apresentado na reunião anual do American College of Neuropsychopharmacology

17 dezembro 2009
  |  Partilhar:

Identificar problemas visuais e auditivos em adolescentes que estão nas fases iniciais da esquizofrenia pode ajudar na recuperação completa dos sentidos e diminuir o impacto desta doença tão devastadora.

 

Segundo um estudo apresentado na reunião anual do American College of Neuropsychopharmacology, realizada recentemente em Hollywood, EUA, os problemas relacionados com o processamento sensorial podem causar muitos dos deficits cognitivos mais complicadas em pessoas com esquizofrenia.

 

"Em pessoas com esquizofrenia, sabemos que os sistemas visual e auditivo - que funcionaram bem no início da infância - começam a deteriorar-se durante a adolescência, anos antes do aparecimento dos sintomas cognitivos mais complexos da esquizofrenia", explicou o líder da investigação, Daniel C. Javitt, da New York University School of Medicine, numa nota enviada à imprensa.

 

Apesar de já se conhecer muita informação científica e clínica sobre a doença, este estudo traz novos dados, ao centrar-se na identificação de biomarcadores específicos que causam prejuízo cognitivo, distinguindo a esquizofrenia de outras doenças mentais.

 

No estudo ficou clara a existência de uma ligação entre a doença e a insuficiência dos sistemas visuais e auditivos que torna mais difícil para as pessoas com esquizofrenia ler, prestar atenção e compreender estímulos sociais.

 

Ao serem identificados os biomarcadores, os médicos poderão ajudar a determinar que pacientes beneficiariam de uma intervenção precoce.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.