Tratamento em investigação para a acne parece promissor

Estudo publicado na revista “British Journal of Dermatology”

11 julho 2018
  |  Partilhar:
 
Os retinoides tópicos de primeira e terceira gerações, que atuam nos recetores de ácido retinoico, são comumente usados para tratar a acne. 
 
Mas agora uma nova investigação revela que o trifarotene, um retinoide de quarta geração que está a ser desenvolvimento pela Galderma, em França, tem uma ação potente e seletiva contra apenas um recetor de ácido retinoico específico (o RARgama) e pode ser mais eficaz e ter um melhor perfil de segurança do que os retinoides menos seletivos. 
 
“A potência farmacológica do trifarotene em modelos in vitro é transferida para a pele humana tratada topicamente in vivo, resultando na modulação das vias biológicas que em conjunto se espera que se traduzam numa eficácia clínica forte contra a acne”, afirmou o responsável principal do estudo Johannes Voegel, da Galderma R&D. “Como se espera que o trifarotene seja rapidamente eliminado na corrente sanguínea, este fármaco deverá ser particularmente útil para o tratamento de grandes áreas de pele, incluindo as costas e peito dos doentes com acne.”
 
Com base na sua seletividade de RARgama, rápida degradação nos microssomas hepáticos humanos e propriedades farmacológicas, incluindo modelação potente dos processos da epiderme, o tratamento tópico com trifarotene pode resultar numa boa eficácia e pode apresentar um perfil de segurança favorável para a acne e distúrbios de ictiose.
 
Tendo concluído os estudos de Fase 1, a empresa prossegue com o plano de desenvolvimento desta molécula e espera que o trifarotene resulte numa baixa estabilidade metabólica sistémica e, simultaneamente, mantenha uma atividade forte sobre a pele. A conjugação dessas caraterísticas irá conduzir a uma redução dos efeitos secundários.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar