Tratamento eficaz contra a malária pode ganhar resistência

OMS acusa farmacêuticas de usarem mal fármaco

23 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

O tratamento mais eficaz contra a malária, uma terapia combinada à base de artemisinina, pode estar em risco - alertou a Organização Mundial de Saúde (OMS). A organização afirma que 18 empresas farmacêuticas não estão a fornecer os medicamentos necessários para esta combinação, nos países pobres.
 

 

A organização teme que o parasita que provoca a malária tenha ganho resistência também à artemisinina, o único medicamento eficaz contra a doença, tal como aconteceu com outros fármacos, como a cloroquina. O alerta da OMS surge numa altura em que a resistência aos medicamentos se tornou num dos maiores problemas de combate contra a malária, 20 anos depois de terem surgido os primeiros casos de parasitas da malária resistentes aos fármacos. "Será uma grande tragédia. Se isso acontecer, não teremos nenhum medicamento eficaz contra a doença nos próximos dez anos", disseram os especialistas às agências internacionais.
 

 

Fonte: Público
 

Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.