Tratamento de bactéria pode eliminar sintomas de alguns casos de asma grave

Estudo da Universidade de Massachusetts

03 junho 2011
  |  Partilhar:

As pessoas com asma grave têm uma maior probabilidade de apresentar anticorpos contra a bactéria Chlamydia pneumoniae, de modo que o tratamento com antibióticos pode melhorar muito os seus sintomas, aponta um estudo Universidade de Massachusetts em Amherst, EUA.

 

O estudo foi apresentado na última reunião da Sociedade Americana de Microbiologia, realizada em Nova Orleães, onde Eduard Drizik, autor do estudo, salientou que "há um subgrupo de pacientes asmáticos que estão infectados com C. pneumoniae, o que leva ao aumento da produção de anticorpos e a sintomas mais graves de asma."

 

Estudos prévios já tinham relacionado a asma crónica com a presença de organismos infecciosos, como esta bactéria, que foi identificada nos pulmões de alguns pacientes asmáticos, tanto crianças, como adultos. Após conhecerem esta maior prevalência de C. pneumoniae, os cientistas desenvolveram um estudo para determinar se a presença de anticorpos específicos contra essa bactéria poderia prever a gravidade da asma, assim como se os pacientes com anticorpos positivos, poderiam beneficiar do tratamento com antibióticos. "Os dados revelaram uma relação estatisticamente significativa entre a produção de anticorpos IgE específicos de clamídia e a gravidade da asma", explica Drizik, adiantando que dos pacientes asmáticos analisados, 55% tinham anticorpos IgE específicos de clamídia nos pulmões, em comparação com 12% do grupo de controlo.

 

Além disso, os pacientes que foram tratados com antibióticos, tendo por base a gravidade da asma, tiveram melhoras significativas nos sintomas de asma, e alguns apresentaram uma supressão total dos sintomas. O especialista propõe que os "médicos analisem cuidadosamente o envolvimento de micróbios nestes casos de difícil tratamento”, porque" poderia levar a uma cura para alguns tipos de asma."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 3.5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.