Tratamento da toxicodependência em Portugal

Dados do Observatório da Droga e da Toxicodependência

16 novembro 2010
  |  Partilhar:

Portugal tem os toxicodependentes mais velhos da Europa, registando 28% das pessoas com 40 anos ou mais em início de tratamento na Europa, revela o relatório anual do Observatório da Droga e da Toxicodependência (OEDT).

 

O documento, divulgado pela agência Lusa, indica que "Portugal reporta a percentagem mais elevada de consumidores de droga mais idosos em início de tratamento", o que, juntamente com dados recolhidos em outros países europeus, permite concluir que o consumo de droga já não pode ser visto só como um "fenómeno juvenil".

 

Quando chega aos 40 anos, um toxicodependente pode necessitar de cuidados que normalmente se reservam para uma pessoa de 60, indica o relatório. Além de se verificarem "níveis elevados de desemprego e isolamento" neste sector da população, trata-se de pessoas que têm as "consequências físicas e psicossociais crónicas" do consumo continuado, como doenças do fígado, danos decorrentes de "overdoses" e depressão, muitas vezes também associadas aos efeitos do consumo de álcool e tabaco. Mas para os consumidores mais velhos que já existem, os programas de tratamento "são raros na Europa", salienta ainda o OEDT no relatório.

 

Portugal é um dos países da Europa Ocidental identificados pelo OEDT onde ocorreu "a primeira epidemia de consumo de heroína nas décadas de 1980 e 1990" e onde os serviços de tratamento de substituição de opiáceos assistem uma percentagem "muito substancial" de pessoas mais velhas. Nos países da Europa Central e Oriental, onde os opiáceos começaram a ser consumidos mais tarde - "final da década de 1990, década de 2000" - é só uma questão de tempo até haver consumidores mais velhos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.