Tratamento da disfunção eréctil poderá estar mais próximo

Estudo publicado nos "Proceedings of the National Academy of Sciences"

20 novembro 2009
  |  Partilhar:

Cientistas americanos conseguiram restabelecer a função sexual de coelhos com o pénis danificado através da implantação de tecido peniano que fizeram crescer em laboratório, revela um estudo publicado nos “Proceedings of the National Academy of Sciences”.

 

O pénis é um órgão complexo, constituído por nervos, músculos e células vasculares que necessitam de funcionar em conjunto de forma a alcançar e manter a erecção. Durante uma erecção, o tecido do músculo liso relaxa, permitindo que o sangue flua no pénis. As células endoteliais que se encontram nos vasos sanguíneos originam este processo através da libertação de óxido nítrico.

 

Para este estudo, os investigadores da University Baptist Medical Center, na Carolina do Norte, EUA, extraíram células do músculo liso e células endoteliais do pénis dos animais, procederam à sua separação e cultivaram-nas em condições propícias ao seu crescimento.

 

Após ter ocorrido a diferenciação das células, o novo tecido esponjoso formado, denominado “corpos cavernosos”, foi cirurgicamente implantado no pénis dos coelhos. Cerca de um mês mais tarde, os investigadores verificaram que o tecido começou a reconstituir-se, formando-se os vasos sanguíneos necessários para um funcionamento correcto, ao mesmo tempo que os nervos do tecido peniano existente integraram o novo tecido.

 

Depois de terem realizado alguns testes, os investigadores constataram que a pressão no interior do pénis, um componente-chave na erecção, era normal. Outros testes indicaram que o fluxo sanguíneo, a resposta ao óxido nítrico, o retorno venoso após a erecção e a presença de esperma na vagina das coelhas foram também normais. O processo correu tão bem que quatro das 12 fêmeas ficaram grávidas.

 

Apesar de uma aplicação em seres humanos ainda estar um pouco distante, os investigadores acreditam que esta técnica poderá ser um dia utilizada para tratar a disfunção eréctil nos homens.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.