Tratamento antipsicótico: identificado gene que conduz ao ganho de peso

Estudo publicado nos “Archives of General Psychiatry”

10 maio 2012
  |  Partilhar:

Investigadores americanos descobriram o gene responsável pelo ganho de peso decorrente da toma de antipsicóticos, revela um estudo publicado nos “Archives of General Psychiatry”.

 

Os antipsicóticos de segunda geração são habitualmente utilizados no tratamento de várias doenças psicóticas e não psicóticas. Contudo, a sua toma está associada a um ganho de peso substancial, incluindo o desenvolvimento de obesidade e outros fatores de risco cardiovascular.

 

O peso ganho resultante da toma deste tipo de fármacos é significativo dado que resulta muitas vezes na redução de até 30 anos na esperança de vida, para aqueles que sofrem de doenças mentais crónicas ou severas. Por outro aldo, o aumento de peso também leva a que as pessoas abandonem a medicação, afetando desta forma a sua qualidade de vida.

 

Para este estudo, os investigadores do Feinstein Institute for Medical Research e do Zucker Hillside Hospital, EUA, contaram com a participação de 139 crianças que foram tratadas com antipsicóticos de segunda geração, durante 12 semanas. Os resultados foram posteriormente replicados em três grupos de pacientes inscritos em hospitais americanos, alemães ou em indivíduos que tinham participado em ensaio clínicos europeus.

 

Os investigadores constataram que o gene que estava envolvido no aumento do peso era o MC4R ou o recetor da melanocortina-4, o qual já tinha sido previamente associado à obesidade e diabetes tipo 2. O estudo apurou que a toma de antipsicóticos de segunda geração conduzia a um aumento de cerca de 9Kg.

 

“Os resultados deste estudo irão permitir a identificação dos indivíduos que estão em maior risco de ganhar peso como resultado da toma de antipsicóticos. Esperamos que estes indivíduos recebam um tratamento mais intensivo ou alternativo, que consiga reduzir o potencial ganho de peso”, revelou, em comunicado de imprensa, uma das autoras do estudo, Anil Malhotra.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.