Traços de personalidade estão associados à capacidade energética

Estudo publicado na revista “PLOS ONE”

20 fevereiro 2013
  |  Partilhar:

Os indivíduos com uma personalidade mais resiliente são mais propícios a ter níveis de energia elevados, sugere um estudo publicado na revista “PLOS ONE”.
 

Estudos anteriores já tinham demonstrado que os traços de personalidade e a capacidade respiratória dos idosos eram indicadores fiáveis da saúde e longevidade. Contudo, neste estudo os investigadores da Florida State University College of Medicine, nos EUA, propuseram-se a aprofundar a associação entre os traços psicológicos e a capacidade respiratória. Questionando se determinada personalidade poderia ser indicadora da capacidade respiratória ou mesmo se determinadas personalidades poderiam conduzir a uma maior longevidade ou uma vida mais saudável.
 

Neste estudo os investigadores, liderados por Antonio Terracciano, contaram com a participação de 642 indivíduos com idades compreendidas entre os 31 e os 96 anos. Foram determinados os traços de personalidade dos participantes incluindo medidas de neuroticismo, extroversão, afabilidade, abertura e consciência. As pessoas mais resilientes tendem a ter valores mais baixos no que diz respeito ao neuroticismo e valores mais elevados nos restantes parâmetros.
 

O gasto energético em repouso, a um ritmo de caminhada normal e acelerado foi medido em todos os participantes. O estudo apurou que os participantes mais neuróticos necessitavam de um maior tempo para completar as caminhadas e apresentavam um menor capacidade respiratória.
 

Por outro lado, aqueles que apresentam níveis mais baixos de neuroticismo e mais elevados de conscialização, extroversão ou abertura apresentavam uma melhor capacidade aeróbica e necessitavam de menos energia para percorrer a mesma distância.
 

“Os indivíduos mais resilientes não só eram mais rápidos e aparentavam uma maior capacidade aeróbica, como também eram mais eficientes no que diz respeito ao seu gasto de energia durante a caminhada. O que significa que estes indivíduos caminhavam mais rápido apesar de utilizaram relativamente menos energia”, revelou em comunicado de imprensa, Antonio Terracciano.
 

Dos cinco traços de personalidade, não encontrámos nenhuma associação com a afabilidade. Para os investigadores estes resultados são de alguma forma surpreendentes na medida quem que os indivíduos antagónicos são mais propícios a adotar comportamentos de risco como o tabagismo, e tendem a ter artérias mais espessas e apresentam um maior risco de doenças cardiovasculares.

 

Os resultados parecem indicar que a capacidade aeróbica é o mecanismo através do qual os traços de personalidade contribuem para uma melhor saúde e longevidade. Adicionalmente, uma maior capacidade aeróbica pode ser um fator modelador da personalidade, especialmente quando se trata de comportamentos que requerem um alto nível de energia, como a extroversão.

 

Por último, estes resultados também sugerem possíveis vias através das quais a personalidade está associada ao estado de saúde, incluindo a obesidade e longevidade.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.