Traçado perfil da mulher que recorre a IVG

Estudo da Direcção Geral da Saúde

22 junho 2008
  |  Partilhar:

Um estudo estatístico - epidemiológico divulgado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS) permitiu traçar o perfil das mulheres que recorreram à Interrupção Voluntária de Gravidez (IVG), entre o período de 15 de Julho a 31 de Dezembro do ano passado, seis meses após a entrada em vigor da actual lei da IVG.
 

 

O estudo, efectuado pela Episcience, refere terem sido efectuadas 6287 IVGs em estabelecimentos autorizados, dos quais 6107 por opção da mulher, sendo que as restantes 180 resultaram de actos médicos devido a malformações do nascituro ou para evitar morte e lesões na mãe.
 

 

Segundo o estudo, no total, cerca de 69,46% das intervenções ocorreram em hospitais públicos e 30,54% em privados. Um dado preocupante revelado no estudo reside na constatação de que 67% das mulheres que recorreram à IVG nunca tinham procurado consultas de planeamento familiar para usar métodos contraceptivos.
 

 

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou o maior número de intervenções: 57,5%. Por idades, foram as mulheres entre os 30 e os 34 anos que mais recorreram à IVG: (22,4%).
 

 

Fontes: DN e JN
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.