Trabalho "dificulta" adopção de vida saudável

Estudo internacional sobre saúde cardiovascular em ambiente de trabalho

28 setembro 2010
  |  Partilhar:

O local onde se trabalha ʺdificulta muitoʺ a adopção de um estilo de vida saudável. Esta é a conclusão de um inquérito internacional, que inclui trabalhadores portugueses.

 

O estudo da Federação Mundial do Coração (FMC) teve como objectivo avaliar a existência, ou não, de cuidados com a saúde cardiovascular em ambiente de trabalho. Para isso, a FMC questionou quatro mil empregados em cinco áreas profissionais diferentes em quatro países: Portugal, Índia, México e Polónia.

 

Os dados do estudo foram avançados à agência Lusa por Carlos Aguiar, secretário-geral da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) - membro da Federação -, explicando que a escolha destes países se deveu ao facto de serem ʺrelativamente representativos das diferentes realidades que existem no mundoʺ.

 

O estudo revela que um em cada três trabalhadores considera que o local onde trabalha ʺdificulta muitoʺ a adopção de um estilo de vida saudável e que nove em cada dez referem ser da responsabilidade do empregador a criação de um ambiente de trabalho saudável. O inquérito apurou ainda que 60% dos trabalhadores consideram que o facto de uma empresa se preocupar com a saúde (através, por exemplo, da realização de exames periódicos) é uma característica a favor para se candidatarem a essa empresa em vez de outra.

 

Quase metade das pessoas que morrem por doenças crónicas, incluindo doença cardíaca e acidente vascular cerebral, estão no período mais produtivo das suas vidas, entre os 15 e os 69 anos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.