Trabalhar doente aumenta risco de doenças cardíacas...

...e até pode levar à morte precoce

19 janeiro 2005
  |  Partilhar:

   Se costuma ir para o trabalho a «arder» em febre porque tem de mantém no posto de trabalho, fique a saber que pode estar a encurtar o seu tempo de vida.  Trabalhador que se arrastam para ir para a empresa quando estão doentes podem estar a tirar dias à vida, segundo um estudo inglês.Um novo estudo, que levou dez anos para ser concluído, afirma que os trabalhadores que não folgam quando doentes têm duas vezes mais probabilidades de sofrer de problemas cardíacos.A equipa de cientistas do University College London (UCL) disse que até mesmo o facto de trabalhar com gripe pode ser prejudicial. O professor Michael Marmot, que liderou o estudo, avisou para o caso de os trabalhadores não se darem conta do que estão a fazer. «Muitas pessoas insistem em trabalhar quando não estão bem e têm pouco conhecimento sobre as consequências», afirmou Marrot.E alerta: «É que não estão a contribuir com as empresas _ou espalharem algumas bactérias e vírus no escritório _ mas também podem estar a precipitar a sua própria morte.»Os cientistas compararam os índices de comparência no trabalho com os registos sobre a saúde de dados públicos. Descobriram então que entre 30 a 40 por cento daqueles que não faltavam ao trabalho quando se sentiam mal tinham o dobro da incidência de doenças cardíacas. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.