Toxoplasmose: como influencia o comportamento humano?

Estudo publicado na “PLoS Pathogens”

12 dezembro 2012
  |  Partilhar:

Investigadores suecos descobriram de que modo o Toxoplasma gondi, um parasita vulgarmente encontrado nas fezes dos gatos, afeta o cérebro, dá conta um estudo publicado na revista “PLoS Pathogens”.
 

A toxopalsmose afeta cerca de 30 a 50% da população mundial. Habitualmente as pessoas são infetadas através do consumo de carne mal cozinhada ou do contato com fezes dos gatos. A maioria das pessoas infetadas apresenta poucos sintomas, pois o sistema imunológico impede o parasita de causar doença. Nos adultos recém infetados este parasita pode causar leves sintomas gripais, entrando posteriormente numa fase de dormência.
 

Contudo, quando o parasita infeta o cérebro dos fetos ou de indivíduos com um sistema imunitário debilitado, pode ser fatal. É por causa deste risco que as mulheres grávidas devem evitar entrar em contato com a areia dos gatos.
 

Recentemente, alguns estudos têm verificado que a esquizofrenia, depressão, ansiedade e outras doenças mentais são mais comuns em indivíduos com toxoplasmose. Adicionalmente há evidências que sugerem que a infeção por este parasita está associada a um comportamento mais extrovertido, agressivo e arriscado.
 

Agora neste estudo os investigadores do Karolinska Institutet, na Suécia, decidiram focar a sua atenção no modo como o parasita entra no cérebro e manipula o hospedeiro através de um dos neurotransmissores cerebrais.
 

Após terem infetado um tipo de células imunitárias envolvidas na primeira linha de defesa contra as infeções, as células dendrítricas, com o parasita, os investigadores verificaram que estas começavam a produzir o neurotransmissor ácido gama-aminobutírico (GABA). Estudos realizados in vivo também verificaram que a infeção por este parasita afetava a produção deste neurotransmissor.
 

Os autores do estudo explicam que entre outros efeitos, o GABA inibe a sensação de medo e ansiedade. Alguns pacientes com esquizofrenia, depressão, doenças bipolares, síndrome de ansiedade e outras doenças mentais apresentam distúrbios no sistema GABA.
 

Para os investigadores, a capacidade do parasita induzir as células imunitárias a produzir GABA é algo surpreendente, inesperado e também muito sofisticado.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 3.5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.