Teste rápido determina grau de sensibilidade à radioterapia

Nova técnica vai permitir avaliação de efeitos secundários

22 setembro 2003
  |  Partilhar:

Um teste rápido e preciso desenvolvido por técnicos suíços em radioterapia vai permitir determinar o risco de efeitos secundários pela exposição às radiações, anunciou um especialista do Centro Hospitalar de Lausanne (Suiça).
 

 

Segundo Mahmut Ozsahin, que falava na abertura da conferência europeia sobre o cancro, em Copenhaga, Dinamarca, «este teste é muito preciso, capaz de isolar, com perto de 99 por cento de exactidão, 93 por cento dos pacientes que não sofrerão qualquer aumento tardio da toxicidade».
 

 

«Isto significa que os radioterapeutas podem dar a estes pacientes um tratamento mais agressivo que poderá matar provavelmente mais células cancerígenas com apenas um ligeiro aumento dos efeitos secundários tóxicos», acrescentou.
 

 

Segundo o especialista, professor do Centro hospitalar universitário de Lausanne, «este resultado é muito significativo, uma vez que se estima que se podermos excluir cinco por cento dos doentes mais sensíveis, obteremos um ganho de 20 por cento no controlo local de muito mais tumores em 95 por cento dos pacientes restantes, com um crescimento ligeiro das doses de radiação».
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 2
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.