Teste ergométrico é eficaz para detectar problemas de coração

Estudo da Universidade Johns Hopkins

22 setembro 2008
  |  Partilhar:

Um trabalho realizado por cientistas da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, nos Estados Unidos, mostra que o teste ergométrico pode ser muito eficaz a detectar o risco da ocorrência de problemas cardíacos em mulheres.
 

 

O trabalho mostra o acompanhamento por um tempo prolongado, em média 20 anos, de mais de duas mil mulheres, com idades entre os 30 e os 80 anos, sem presença de doença cardíaca no início do estudo.
 

 

A base do teste ergométrico é submeter o paciente a um esforço físico controlado e acompanhar as mudanças de frequência cardíaca, pressão arterial e eventuais alterações do eletrocardiograma.
 

 

Os resultados dos testes ergométricos mostraram que a incidência de doenças cardíacas nas mulheres estava relacionada com resultados alterados.
 

 

Mais do que as alterações do electrocardiograma, parâmetros simples como capacidade aeróbica e o retorno do ritmo cardíaco ao normal após o esforço, sinais de condicionamento físico, podiam prever que mulheres apresentavam um risco aumentado de sofrer problemas cardíacos.
 

 

As mulheres que apresentaram maus resultados nos testes físicos tinham uma probabilidade até 13 vezes maior de sofrerem de patologias do coração.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar