Teste de diagnóstico da malária deve ser universal

Recomendação da OMS

17 março 2010
  |  Partilhar:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu novas recomendações para combater a malária, entre as quais se destaca a de submeter todos os casos suspeitos a um teste de diagnóstico rápido, antes da prescrição de um tratamento.

 

Em grande parte dos países africanos, a febre é o factor determinante para declarar um caso de malária, o que faz com que sejam administrados fármacos contra a doença a pessoas que, na realidade, não a têm.

 

De acordo com os dados da OMS, apenas 22% dos casos suspeitos da doença são submetidos a testes de confirmação em 18 dos 35 países africanos que forneceram dados à organização.

 

Por essa razão, a OMS recomenda o uso de um teste que custa 50 cêntimos de dólar e que, pela sua simplicidade, pode inclusive ser utilizado fora das instalações médicas.

 

Com este novo teste só é necessária uma gota de sangue e o resultado fica disponível em minutos, confirmando ou descartando, de maneira segura, a presença no sangue dos parasitas responsáveis pela malária.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.