Teste ajuda no diagnóstico de cancro do pâncreas e de pancreatite

Estudo publicado no “New England Journal of Medicine”

13 janeiro 2010
  |  Partilhar:

Investigadores italianos desenvolveram um teste que identifica a maioria dos casos de pancreatite auto-imune, o que ajudará os médicos a distinguir mais facilmente a doença do cancro do pâncreas, um dos tipos de tumor mais fatais, de acordo com um estudo publicado no “New England Journal of Medicine”.

 

O método, desenvolvido por investigadores da Universidade de Verona, em Itália, diagnosticou 94% dos casos, mas 5% das pessoas com cancro pancreático apresentaram falsos positivos para a condição inflamatória menos grave. Dado não ser 100% eficaz, o líder da investigação, Luca Frulloni, refere que, quando for comercializado, este teste será extremamente útil para o diagnóstico, mas não poderá ser o único método a usar para distinguir a pancreatite auto-imune do cancro do pâncreas.

 

O pâncreas produz as hormonas que controlam o metabolismo dos alimentos. As pessoas com pancreatite auto-imune apresentam sintomas como icterícia e dor abdominal. Contudo, estes sintomas são semelhantes aos apresentados por doentes com cancro do pâncreas avançado e o diagnóstico para distinguir as duas doenças (através de tomografia e outros exames) pode ser difícil.

 

Refere o estudo que 10% dos pacientes aos quais é removido o pâncreas, dado os médicos acreditarem que se trata de um tumor, na verdade sofrem de pancreatite auto-imune, uma condição facilmente tratável. "Dado que esta doença responde muito bem ao tratamento com esteróides, o diagnóstico correcto é importante para evitar uma cirurgia desnecessária nalguns pacientes”, refere Frulloni numa nota enviada à imprensa.

 

Por outro lado, uma vez que o cancro do pâncreas pode progredir rapidamente, o receio de muitos especialistas reside no facto de algumas pessoas com cancro operável poderem ser tratadas incorrectamente com esteróides, pensando os médicos estarem perante uma pancreatite auto-imune.

 

O estudo também demonstrou que os voluntários com outras doenças auto-imunes ou pancreatite causada pelo consumo de álcool, condição muito mais comum, não revelaram a presença do anticorpo indicador detectado por este teste.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.