Teste à urina prevê risco de rejeição de rim transplantado

Estudo da Universidade Federal de São Paulo

03 dezembro 2009
  |  Partilhar:

É possível detectar, através de um exame à urina, a predisposição de um paciente submetido a um transplante renal para desenvolver fibrose, revelaram cientistas brasileiros ao sítio “Folha de São Paulo”.

 

A fibrose é a formação ou desenvolvimento em excesso de um órgão ou tecido como resposta a um processo reparativo ou reactivo decorrente de uma lesão ou trauma. É também o principal factor que pode levar à rejeição crónica e à perda dos rins transplantados.

 

Um estudo realizado por cientistas brasileiros da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) avaliou 92 pacientes e verificou que metade deles apresentava níveis elevados da proteína de ligação ao retinol (RBP), a qual indica a predisposição para desenvolver fibrose. Análises posteriores revelaram que muitos desses pacientes apresentaram rejeição crónica.

 

Contudo, identificar o problema, em si, não resolve em nada a condição do paciente. Devido a este facto, num outro estudo, os investigadores da Unifesp seguiram durante um ano dois grupos de pacientes transplantados. Verificaram que os pacientes que receberam nova medicação apresentaram melhorias ao nível da proteína e da função renal. Por seu turno, o outro grupo, que manteve a mesma medicação, mostrou pioras da função renal e os níveis do marcador RBP mantiveram-se elevados.

 

Actualmente, só é possível identificar a ocorrência de fibrose através de biopsia, que é feita quando o órgão já está com a função comprometida, com poucas hipóteses de cura e com um risco elevado de perda do rim.

 

Este teste tornar-se-á extremamente útil para os médicos, dado que, ao saberem a predisposição para rejeição, podem direccionar o paciente para o melhor tratamento.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.