Testada vacina inalável contra a Sida

Estudo apresentado na revista PNAS

14 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional, que conta com a participação do Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC) de Espanha, desenvolveu uma vacina preventiva contra o vírus da Sida, ao obter um modelo que poderia ser administrado mediante aerossóis e por via respiratória. O trabalho foi publicado na pela revista “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS).
 

 

De acordo com o sítio da internet da CSIC, o novo teste, realizado em macacos e em humanos encontra-se em fase clínica inicial e tem apresentado resultados positivos.
 

 

A vacina usa antígenos modificados de HIV que são usados para activar no organismo uma resposta ao vírus. Num teste efectuado em macacos, os cientistas conseguiram uma forte resposta celular para activar os linfócitos TCD4+ e TCD8+, essenciais na defesa do organismo.
 

 

Os resultados do segundo teste, no qual participaram 40 pessoas saudáveis, revelaram que 90% dos vacinados apresentaram uma resposta imune de células TCD4+ e TCD8+ contra os antígenos do HIV, uma reacção que se manteve pelo menos durante 72 semanas.
 

 

Nesta pesquisa, os cientistas afirmam ainda terem conseguido demonstrar em macacos que a vacina é "segura". A administração da vacina por via respiratória facilitaria a sua aplicação em países em vias de desenvolvimento e representaria uma economia do material sanitário necessário.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.