Termómetro-adesivo para bebés de países em desenvolvimento

Nova descoberta publicada na revista Lancet

19 janeiro 2006
  |  Partilhar:

 

Um adesivo com um rosto e um sorriso poderá salvar a vida de milhares de bebés nos países em desenvolvimento, segundo um artigo publicado na revista Lancet.
 

 

O pequeno adesivo cola-se na pele dos bebés e serve de termómetro. Quando os bebés estão com temperatura saudável (entre 36,5ºC e 37,5ºC), o adesivo mostra um rosto redondo, verde e sorridente, mas quando a temperatura desce (abaixo de 35,5ºC), o sorriso desaparece e a cor vai mudando até ficar preta.
 

 

A intenção do termómetro adesivo é evitar a hipotermia, uma causa relativamente comum de mortalidade em recém-nascidos.
 

 

O adesivo, denominado ThermoSpot, foi desenvolvido por John Zeal, director de uma fábrica de termómetros criada pela sua família em 1888. O produto foi desenvolvido a pedido do pediatra David Morley, fundador da ONG Teaching Aids at Low Cost (Talc), que fornece tratamentos de saúde, conselhos sobre cuidados com a saúde e equipamentos a países em desenvolvimento, tudo de baixo custo.
 

 

O estudo publicado mostra que o ThermoSpot é tão preciso quanto os termómetros tradicionais. Mesmo assim, o custo de produção ainda é bastante dispendioso. Por isso, o adesivo vai ainda continuar em testes.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.