Terapia mais eficaz para tumor da próstata

Branquiterapia não necessita de internamento hospitalar

29 junho 2004
  |  Partilhar:

O Instituto Português de Oncologia do Porto passou a oferecer a doentes com cancro da próstata uma terapia que evita as complicações que decorrem de uma intervenção cirúrgica e do internamento. Chamada braquiterapia, esta tecnologia, que chega assim ao Norte do País, permite ainda a manutenção da potência sexual.Por ser menos agressiva, a braquiterapia tem ainda a possibilidade de ser utilizada com doentes de idades mais elevadas ou de condição de saúde mais precária, que não podem ser sujeitos a intervenções cirúrgicas.Numa primeira fase, o IPO irá disponibilizar esta técnica - que consiste na colocação de sementes de iodo radioactivo no interior do cancro, ou seja, na próstata - a 150 doentes. Este é o limite estabelecido pelo acordo com a empresa que disponibiliza esta terapia, contudo, os responsáveis da instituição esperam que o Ministério da Saúde (MS) seja sensível aos seus ganhos terapêuticos.O cancro da próstata afecta cerca de 110 mil pessoas e é a segunda maior patologia oncológica, em termos de taxa de incidência e de mortalidade, a atingir os homens portugueses. Esta tecnologia, no entanto, só pode aplicar-se nos estádios iniciais da doença, quando esta se encontra ainda circunscrita. A intervenção cirúrgica é feita com recurso a uma anestesia geral, mas duas horas depois de acordar o doente pode voltar para casa. Cinco dias depois pode até regressar ao trabalho. As sementes mantêm-se activas durante cerca de um ano.Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.