Terapia HAART contra o VIH eficaz na redução de infecções

Estudo publicado no "The Lancet"

25 julho 2010
  |  Partilhar:

A terapia anti-retroviral de alta eficácia (HAART), que é amplamente utilizada no tratamento da infecção do vírus da imunodeficiência humana (VIH), pode também reduzir a taxa de novas infecções, sugere um estudo publicado no “The Lancet”.

 

A HAART é uma combinação de fármacos que impede a replicação do VIH, possibilitando a contenção da doença e um aumento da sobrevida dos indivíduos diagnosticados com sida. Neste estudo, que irá ser apresentado no International AIDS Society (IAS), em Viena, os investigadores constataram que, desde a introdução da HAART, em 1996, o número de novos casos de infecção pelo HIV na British Columbia, uma das províncias do Canadá, tem diminuído em mais de metade, havendo também uma diminuição na carga viral da população. 

 

A equipa liderada por Julio Montaner analisou os dados do British Columbia Centre for Disease Control e descobriu que, entre 1996 e 2009, o número de pessoas que receberam HAART aumentou de 837 para 5.413 e, em média, o número de novos casos de VIH/SIDA passou de 702, por ano, para 338. Foi constado que o maior decréscimo se verificou entre os utilizadores de drogas injectáveis.

 

Por cada 100 novos pacientes que aderiam à terapia com HAART, o número de novos casos de sida diminuía em 3%. Houve também uma diminuição da carga viral, a qual foi associada pelos investigadores à diminuição do número de novos casos da doença.

 

Os investigadores também verificaram que as taxas de doenças sexualmente transmissíveis e infecções pelo vírus da hepatite C aumentaram durante os últimos anos do estudo, o que sugere que o decréscimo de novos casos de VIH não pode ser atribuído a uma diminuição dos comportamentos sexuais de risco associados à transmissão do VIH.

 

Em comunicado de imprensa, os investigadores concluem que os seus resultados apoiam o já proposto benefício secundário da HAART no que diz respeito à diminuição da transmissão do VIH, constituindo uma forte razão para esta terapia ser utilizada não só no tratamento da doença mas também na sua prevenção, como tem sido fortemente defendido pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre o VIH/SIDA (UNAIDS), como parte de uma estratégia global de prevenção combinada.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.