Terapia com oxigénio alivia cefaleia

Estudo publicado no “Journal of the American Medical Association”

11 dezembro 2009
  |  Partilhar:

A oxigenoterapia parece ser um tratamento eficaz para as cefaleias em salvas, defendem investigadores britânicos num artigo publicado no “Journal of the American Medical Association”.

 

As pessoas que sofrem de cefaleias em salva podem ter até oito episódios de dor por dia, que se podem prolongar por semanas e meses. O tratamento actual baseia-se na administração de fármacos pertencentes aos triptanos, mas o seu uso frequente não é recomendado dado poder causar efeitos secundários, nomeadamente em pessoas com doenças vasculares. A terapia por oxigénio é usada para tratar a dor de cabeça em salvas, mas o seu uso também está limitado uma vez que não existem estudos controlados sobre o seu efeito.

 

Neste novo estudo participaram 76 adultos, de 18 a 70 anos, com cefaleias em salvas episódicas (57) ou cefaleias em salvas crónicas (19). Durante os episódios de doença, um grupo de pacientes recebeu de forma alternada oxigenoterapia (oxigénio inalado a 100%, 12 litros por minuto, recebido através de máscara, iniciado até 15 minutos após o início da dor) e a um outro grupo foi administrado um placebo.

 

As conclusões revelam que 78% dos doentes reportaram alívio de dor após 15 minutos de oxigenoterapia, comparativamente a 20% dos doentes que receberam o placebo. O estudo reforça o facto de não terem sido observados efeitos secundários depois do tratamento.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.