Terapia com células-estaminais pode ajudar a tratar Anemia Falciforme

Estudo publicado na PNAS

21 dezembro 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas dos EUA disseram ter conseguido corrigir uma mutação genética que causa a chamada Anemia Falciforme, revela um artigo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.
 

 

Uma equipa da University of California, em São Francisco, trabalhou com células-estaminais embrionárias de ratinhos que transportavam a mutação que afecta o formato do glóbulo vermelho.
 

 

Os cientistas inseriram uma cópia saudável do gene da hemoglobina, substituindo a versão mutante. Esta inserção gerou células-estaminais portadoras do potencial para o defeito, mas não a sua implementação concreta.
 

 

Indivíduos com Anemia Falciforme são, de maneira geral, saudáveis.
 

 

Os investigadores esperam que, no futuro, possam alterar geneticamente as células-estaminais embrionárias nos seres humanos, a partir do cromossoma do próprio paciente e transplantá-las, corrigindo a Anemia Falciforme. Em teoria, a mesma terapia genética de células-estaminais poderia ser usada para curar uma outra doença genética do sangue, a Talassemia.
 

 

A Anemia Falciforme é causada por uma mutação genética que resulta numa forma anormal de hemoglobina, a molécula dentro dos glóbulos vermelhos que transporta oxigénio.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.