Ter Dr. antes do nome dá direito privilegiado

Estudo avalia situação social em Coimbra

05 abril 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Ser «Dr» na «cidade dos doutores», em Coimbra, em vez de trivialidade, é um estatuto que abre portas e proporciona tratamentos diferenciados nas mais rotineiras actividades do quotidiano, conclui um estudo realizado por dois investigadores.
 

 

Quem ostenta o título de «Dr», de licenciado, segundo os investigadores António Paiva e Cláudia Soares, goza de privilégios, e de formas de tratamento especial quando se dirige a serviços de atendimento, quer públicos, quer privados.
 

 

Longe de parecer um arcaísmo, numa cidade que ao longo dos tempos evidenciou uma vincada distinção entre as classes não letradas, os denominados «futricas», e os «doutores», hoje essas distinções sociais continuam bem vivas.
 

 

«Na verdade, as representações sociais afirmam-se de uma forma bastante activa nesta cidade. Em Coimbra, o objecto dessas representações é a Universidade simbolizada na sua torre majestosa que a identifica», refere-se nesse trabalho publicado recentemente pela editora Minerva com o título «O Peso do DR - Legitimações e Poderes».
 

Partindo de uma metodologia de inquérito por questionário e de inquérito por entrevista, os investigadores concluem pela existência de discriminação social, e os locais mais frequentemente referenciados são os bancos, os locais de trabalho, os hospitais, as repartições de finanças e os estabelecimentos de ensino.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.