Tensão arterial alta relacionada com poucas horas de sono

Estudo apresentado na revista Hypertension

17 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Pessoas com mais de 30 anos que dormem menos de cinco horas por dia correm mais riscos de desenvolver tensão arterial elevada, segundo um estudo publicado na revista Hypertension, da American Heart Association.
 

 

“O sono leva a um abrandamento dos batimentos cardíacos e a uma queda da pressão sanguínea durante uma parte significativa do dia”, disse o investigador principal do estudo, James Gangwisch, da Columbia University''s Mailman School of Public Health, em comunicado publicado no site da própria instituição.
 

 

“Pessoas que dormem apenas períodos curtos têm aumentada a média diária tanto da pressão do sangue quanto da frequência cardíaca, o que pode levar o sistema cardiovascular a funcionar numa pressão alta”, afirmou.
 

 

Os investigadores analisaram dados obtidos por um extenso levantamento feito no Estudo Nacional de Saúde e Nutrição - realizado pelo Center for Disease Control and Prevention dos EUA- com 4.810 voluntários, entre os 32 e os 86 anos.
 

 

Segundo Gangwisch, 24% dos indivíduos examinados, entre os 32 e os 59 anos, que dormiam menos de cinco horas por dia, desenvolveram hipertensão. Entre os que dormiam sete ou oito horas, o índice caiu para 12%. Aqueles que dormiam poucas horas mostraram-se também mais propensos a hipertensão, em conjunto com factores como obesidade, diabetes, tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas.
 

 

Outra constatação foi que quem dormia menos fazia menos exercício físico e apresentava maior índice de massa corporal. Também tinha maior propensão a ter problemas como depressão e sono durante o dia.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.