Tenofovir em gel consegue evitar contaminação pelo HIV através de sexo anal

Estudo publicado na “PLoS Medicine”

21 agosto 2008
  |  Partilhar:

O tenofovir, um anti-retroviral usado no tratamento da SIDA, poderá evitar a transmissão do HIV por via sexual anal quando apresentado sob a forma de gel, aponta um estudo realizado em macacos e publicado na revista médica “PLoS Medicine”.
 

 

A prática de sexo anal é uma das formas de relações sexuais que comporta maiores riscos de contaminação pelo vírus, tanto entre homossexuais como entre heterossexuais.
 

 

Para avaliar a eficácia da medicação, o grupo da St. George''s University of London, no Reino Unido, administrou uma dose da versão símia do HIV (Simian Immunodeficiency Virus- SIV) no ânus dos animais. Aqueles que tinham sido tratados com o gel até duas horas antes da exposição adquiriram protecção parcial, e em alguns casos até total, tendo desenvolvido anticorpos contra o vírus. As cobaias que não receberam tratamento, ou que receberam placebo, ou ainda o tenofovir após a administração da dose de SIV, foram infectados.
 

 

Segundo a equipa de cientistas, a esperança é que o tenofovir em forma de gel possa ser eficaz também em humanos. No entanto, um gel de uso vaginal, que apresentou resultados positivos em testes em animais, não conseguiu evitar a contaminação em testes realizados em mulheres.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.