Tenha atenção à saúde dos seus irmãos...

...porque a sua pode estar relacionada

08 novembro 2004
  |  Partilhar:

As heranças genéticas podem trazer muitos benefícios, mas também muitos problemas. E na verdade temos de ter atenção às doenças dos nossos pais, porque, com uma maior probabilidade também poderemos ser afectados por elas. Neste caso os cientistas basearam-se nos irmãos. Se o seu irmão ou irmã tem alguma doença cardíaca, este pode ser um indicador melhor do risco que corre do que o histórico de saúde dos seus pais.Ao avaliar quase 8.500 adultos saudáveis no Estado norte-americano de Ohio, os investigadores descobriram que os pacientes que já tiveram um irmão ou irmã diagnosticados com doenças cardíacas são 2,5 vezes mais propensos a desenvolverem arteriosclerose coronária.Há uma correlação com a saúde dos pais também, mas é muito menor, segundo o artigo publicado na revista Circulation por investigadores  das universidades John Hopkins, de Ohio e da Califórnia.Normalmente, os médicos perguntam aos pacientes se os pais tiveram algumas doenças, mas raramente se preocupam em saber a respeito dos irmãos e irmãs. «O histórico familiar é reconhecido há anos como um factor de risco na previsão das probabilidades de uma pessoa desenvolver doenças cárdio-coronárias no início da vida -- à parte de factores de risco conhecidos, como os níveis de colesterol HDL (''mau'') e LDL (''bom''), a tensão arterial, o hábito de fumar e a idade», afirmou o cardiologista Roger Blumenthal, que liderou o estudo.«Mas nunca soubemos se havia uma diferença entre o histórico dos irmãos e dos pais em termos de doenças cardíacas precoces, com relação ao risco de um dado indivíduo desenvolver arteriosclerose precoce», explicou o especialista. A equipa da Johns Hopkins usou tomografias por electrões para examinar a formação de cálcio na artéria coronária, que leva o sangue ao coração. A existência de cálcio ali é sinal de predisposição a doenças cardíacas.Pessoas com irmãos que tinham sido vítimas de ataques cardíacos ou que foram submetidos a cirurgia ao coração tinham quase quatro vezes mais probabilidades de ter níveis avançados de arteriosclerose do que as pessoas sem histórico familiar. Já os pacientes, filhos de pessoas com doenças cardíacas -- mas sem casos entre os irmãos -- tinham apenas o dobro do risco. Segundo Blumenthal, mesmo as pessoas aparentemente saudáveis têm de adoptar precauções, caso tenham irmãos com problemas.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.