"Tempo de Viver"

Programa de acompanhamento personalizado de doentes com tumores cerebrais

12 dezembro 2011
  |  Partilhar:

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa criou um programa de acompanhamento personalizado de doentes com tumores cerebrais primários e seus familiares para aumentar a adesão dos pacientes à terapêutica e diminuir a "fragilidade emocional".
 

O programa "Tempo de Viver" tem por objectivo acompanhar os doentes desde o momento do diagnóstico até ao fim do tratamento, disponibilizando contactos para o esclarecimento de questões relacionadas com a doença ou a terapêutica.
 

"É um programa em que os doentes, além das consultas e do seguimento médico, têm um conjunto de enfermeiros que os contactam regularmente para saber como estão a correr os tratamentos, se têm reacções aos medicamentos prescritos, estabelecendo uma relação de proximidade com o doente, mais profunda do que aquela que se estabelece na consulta médica tradicional", disse à agência Lusa o director do Serviço de Neurologia do IPO.
 

De acordo com Bravo Marques, o universo de doentes com tumores cerebrais é muito mais pequeno do que, por exemplo, dos doentes com cancro da mama, representando 4,5 % de todos os tumores.
 

Os tumores cerebrais podem ser primários e secundários. Os primários têm origem no cérebro e meninges e há cerca de 1.000 casos novos por ano em Portugal.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.