Telemóveis danificam o ADN

Cientistas aconselham o uso de telefones fixos e auriculares

27 dezembro 2004
  |  Partilhar:

As ondas de rádio dos telemóveis podem danificar as células e o ADN do corpo humano, de acordo com um estudo intitulado «Reflex», financiado pela União Europeia. A radiação utilizada no estudo teve nível de SAR (taxa específica de absorção, que é a quantidade de ondas de rádio absorvida pelo corpo) entre 0,3 e 2 watts por quilo. O nível de SARs da maioria dos telemóveis fica entre 0,5 e 1 watts por quilo. O estudo _coordenado pelo grupo alemão Verum _ demorou quatro anos para ser concluído e avaliou os efeitos da radiação do equipamento em células de humanos e animais. Franz Adlkofer, principal responsável pelo estudo, aconselha que as pessoas utilizem telefones fixos e auriculares sempre que possível. «Não queremos causar pânico, mas é bom tomar algumas precauções», afirmou o cientista.Os resultados definitivos do estudo --com a especificação dos malefícios-- deve ser concluído em quatro ou cinco anos. MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.