Técnica facilita selecção de espermatozóides mais eficientes

Investigação portuguesa aumenta hipóteses de reprodução assistida

30 março 2011
  |  Partilhar:

Investigadores da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveram uma técnica que facilita a selecção dos espermatozóides mais eficientes para fertilização na reprodução assistida, disse fonte universitária, em comunicado enviado à imprensa. O estudo foi publicado na revista científica “Public Library of Science One” (PLoS One).

 

De acordo com uma nota do Centro de Neurociências e Biologia Celular da UC, “nem todos os espermatozóides são iguais” e a nova estratégia “permite identificar os espermatozóides funcionais, isto é, capazes de fertilização”.

 

“Na realidade existem várias sub-populações de espermatozóides com características bioquímicas e fisiológicas distintas, e pensa-se que apenas uma pequena percentagem é capaz de levar a cabo uma fertilização com sucesso”, sustentam os cientistas. O critério de selecção utilizado, segundo o documento, baseia-se na funcionalidade das mitocôndrias – constituintes responsáveis pela produção de energia – das células reprodutoras. “Este trabalho reveste-se de grande importância dado que esta técnica vem possibilitar a selecção de sub-populações de espermatozóides, contendo unicamente gâmetas funcionais, o que até hoje não tinha sido conseguido”, destaca, citando João Ramalho-Santos e Ana Paula Sousa, respectivamente coordenador da equipa de investigadores e primeira autora do estudo.

 

Os especialistas adiantam que a descoberta contribui “certamente para o aumento da eficácia das técnicas de reprodução assistida”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.