Taxas de Mortalidade e Morbilidade devem ser factores para avaliar qualidade dos Hospitais

Posição da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares

18 setembro 2007
  |  Partilhar:

 

As taxas de Mortalidade e de Morbilidade devem ser um factor para avaliar a qualidade dos hospitais em Portugal, defendeu o presidente da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares que reconheceu, contudo, que o processo pode ser dispendioso.
 

 

Manuel Delgado considerou que o número global de pessoas que morrem nos hospitais deve ser um dos indicadores de qualidade da assistência e gestão hospitalar em Portugal. Também a Morbilidade - o número de pessoas que morre depois de uma alta hospitalar - deve ser encarado como factor de avaliação, o que não acontece actualmente.
 

 

“Analisar a Morbilidade é um processo complexo, que exige muito cruzamento de dados, sendo preciso inclusivamente fazer inquéritos à população. São programas que são caros, mas que já existem noutros países”, afirmou.
 

 

O cancelamento de cirurgias ou consultas, a diminuição de reinternamentos e o acesso dos cidadãos aos hospitais são outros dos critérios colocados em destaque por Manuel Delgado.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.