Taxar alimentos pouco saudáveis melhoraria a saúde da população

Estudo publicado no “British Medical Journal”

18 maio 2012
  |  Partilhar:

Investigadores do Reino Unido acreditam que os impostos alimentares que beneficiam os alimentos mais saudáveis, como frutas e legumes, e que penalizam os ricos em gorduras e as bebidas açucaradas são um meio eficaz de melhorar a saúde da população mundial.

 

O estudo agora publicado no “British Medical Journal” revela que tem de ocorrer uma subida, de pelo menos, 20% nos impostos dos alimentos pouco saudáveis para que se consiga obter um efeito significativo na diminuição da prevalência das doenças associadas ao tipo de dieta adotada, nomeadamente da obesidade e doenças cardiovasculares.

 

Com base no aumento da introdução de impostos nos alimentos considerados prejudiciais por parte de vários países, os investigadores da University of Oxford, no Reino Unido, decidiram analisar quais os efeitos da introdução destes impostos na saúde.

 

O estudo apurou que taxar uma vasta de gama de alimentos com nutrientes considerados pouco saudáveis pode conduzir a grandes benefícios para a saúde, especialmente no que se refere às bebidas açucaradas.

 

Os investigadores constataram que, se a estas bebidas fosse aplicado um imposto de 20%, nos EUA, haveria uma redução de cerca de 3,5% nos níveis de obesidade. De igual modo, se o mesmo imposto fosse aplicado aos alimentos pouco saudáveis no Reino Unido, conseguir-se-ia evitar 2.700 mortes devido a doenças cardíacas, por ano.

 

Contudo, os investigadores revelaram que o conhecimento do efeito global na saúde é complicado, e que os políticos devem ter cuidado com os efeitos negativos. A indústria alimentar também alega que estes impostos seriam ineficazes, injustos e danosos para a indústria.

 

Por outro lado, outros defendem que os impostos poderiam ser utilizados para aumentar os fundos do tratamento de doenças associadas com o tipo de dieta adotada, subsidiar alimentos saudáveis ou ainda para estimular a reformulação da indústria alimentar como a remoção de sal, açúcar ou gorduras saturadas dos alimentos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.